7 equipamentos indispensáveis para a automação comercial do seu PDV

7 equipamentos indispensáveis para a automação comercial do seu PDV

Seu Ponto de Venda (PDV) ainda é analógico? Talvez seja a hora de pensar em uma migração definitiva rumo à automação comercial. Além de ganhar tempo, eliminar erros e ficar em dia com as obrigações fiscais, você também dará mais conforto ao consumidor final – que sairá do checkout com rapidez e transparência. Neste post, pretendemos trazer uma lista básica de equipamentos necessários para revolucionar de vez seu PDV.

Vamos aos 7 equipamentos indispensáveis para a automação comercial do seu PDV:

1.Computador

Pode ser um tablet ou um dispositivo móvel também, mas o importante é que seja um equipamento seguro, novo e com processador capaz de integrar-se a todos os demais equipamentos indispensáveis do PDV. 

Podemos chamá-lo de coração do checkout – por meio do qual o vendedor vai monitorar a compra e espelhá-la para o consumidor, se for o caso. 

O computador deve estar conectado ao aplicativo de vendas do estabelecimento e com a impressora – nossos próximos equipamentos indispensáveis.

2. Impressora térmica não-fiscal

Este equipamento mais enxuto, moderno e rápido que as antigas impressoras fiscais será o responsável por emitir o cupom que vai para o cliente ao fim da compra, assim como outros documentos: senhas, tíquetes e pedidos de compra, por exemplo.

A Control iD tem duas linhas de impressoras térmicas não-fiscais, ideais para todos os portes de estabelecimento e que já ganharam o varejo há muitos anos. Neste post (linkar com texto sobre impressoras), você confere as especificações de cada uma delas. Importante estar alinhado com as exigências da Receita Estadual de seu Estado.

3. Sat Fiscal

No Estado de São Paulo, o Sat Fiscal é obrigatório ao varejo em substituição ao Emissor de Cupons Fiscais. O equipamento é certificado pela Secretaria de Estado da Fazenda e informa o Fisco paulista sobre as transações comerciais realizadas em seu estabelecimento, sem retrabalho ou exaustivos informes manuais. 

A Control iD também dispõe de uma eficiente linhas de equipamentos Sat, o Sat iD, que transmite os dados periodicamente para a Sefaz/SP, autenticando-os por meio do certificado digital já instalado. O faturamento se torna mais eficiente tanto para cliente quanto para o time de vendas.

4. Leitor de código de barras

Um PDV sintonizado com as formas mais modernas de gestão inclui um leitor de código de barras ou outro mecanismo digital de identificação dos produtos. O leitor pode ser independente ou embutido na mesa de trabalho do vendedor.

5. Balança

Supermercados, petshops, casas agropecuárias, quitandas, restaurantes por peso e outros estabelecimentos que trabalham com produtos a granel contam com balanças, integradas ao computador, naturalmente.

Além de pesar os itens que chegam ao PDV, é possível conferir se houve desfalque no produto ao longo da compra.

6. Nobreak

Desabastecimentos de energia elétrica podem por tudo a perder no encerramento de uma compra.

O nobreak consegue garantir o fornecimento pelo menos até o término do checkout, dando segurança ao cliente e evitando retrabalho.

7. Gaveta de dinheiro e máquina de cartão

Estes outros dois também são equipamentos indispensáveis. A gaveta de dinheiro, naturalmente, guarda notas e moedas e pode estar associada ao computador e à impressora, abrindo somente ao término da compra. A máquina de cartão deve estar conectada à internet e apta a receber transações de débito e crédito das maiores bandeiras.

É óbvio que você não precisa automatizar seu PDV de uma vez, é possível começar aos poucos – com o computador, o SAT e a impressora, por exemplo. Aos poucos, o processo pode ser modernizado e você perceberá que só ganhou entrando de vez para a digitalização dos procedimentos internos de seu negócio.

Quer saber mais sobre equipamentos indispensáveis para seu PDV e sobre automação comercial? Acesse nosso blog, são matérias diárias para deixar você ainda mais informado.

Comentários

Cadastre-se e receba nossas novidades