Controladores de acesso limitam capacidade de ambientes na pandemia

Controladores de acesso limitam capacidade de ambientes na pandemia

Importância dos controladores de acesso na pandemia

A retomada das atividades no pós-pandemia ainda é incerta, mas já se sabe que muitos procedimentos deverão ser mantidos por um tempo, diante da ausência de vacina e de cura para o coronavírus. Estima-se que os ambientes precisarão continuar controlando a capacidade máxima de pessoas em circulação, a fim de evitar aglomerações e minimizar a possibilidade de contágio com este ou outros vírus. É nesta hora que entram os controladores de acesso, que podem se tornar importantes aliados da manutenção da capacidade máxima de frequência.

Quem precisou recorrer a supermercados, farmácias e outros estabelecimentos com grande circulação de pessoas já deve ter percebido que há uma limitação de frequentadores simultâneos.

As normas sanitárias variam conforme a cidade e o estado – mas supermercados em São Paulo, a título de exemplo, têm evitado permitir a entrada de mais de 200 pessoas ao mesmo tempo.

As empresas que retomam as atividades presenciais aos poucos também buscam limitar a quantidade de colaboradores por turno, de forma a evitar o contato excessivo em linhas de produção e áreas de uso coletivo, como cáfes, cozinhas, refeitórios e vestiários.

O problema é que muitas vezes este controle é manual, o que gera uma série de inconvenientes: o deslocamento de um profissional exclusivamente para esta finalidade, expondo-o à contaminação; a possibilidade de algum cliente se indispor com este funcionário e tentar furar a barreira; a elevada chance de erros na contagem, induzindo mais pessoas a dividir o mesmo espaço.

Controladores de acesso e suas aplicações

Os controladores de acesso já deixaram de ser um instrumento apenas de segurança há muito tempo.

Estes dispositivos possuem muitas finalidades, para além de permitir ou proibir a entrada de pessoas não-autorizadas.

É possível programá-los para autorizar determinadas pessoas a acessar o local apenas em determinados períodos, assim como liberar e vedar senhas de acesso de maneira remota, sem necessidade de contato. É viável ainda associá-los a outros dispositivos de monitoramento, como câmeras de vigilância, com armazenamento de dados em nuvem e absoluto respeito à privacidade.

Durante a pandemia, os controladores revelaram mais uma face da sua multifuncionalidade: liberar e bloquear acesso de pessoas em áreas restritas ou com capacidade de frequentadores limitada.

O controlador de acesso pode fazer a contagem do número de pessoas que já entraram no local. Quando um cidadão tentar acessá-lo com a capacidade excedida, o controlador vai bloquear até que uma pessoa saia. Essa triagem é feita de maneira digital, sem necessidade de intervenção humana, com dezenas de possibilidades de combinações e programações.

A temperatura corporal e os controladores de acesso

Alguns dispositivos de acesso são integrados a termômetros, aferindo a temperatura dos frequentadores antes de liberar a entrada. Isso permite que cidadãos com mais de 37ºC, por exemplo, sejam barrados e orientados a voltar para casa e acompanhar a evolução do quadro.

Em supermercados, esta cena também se tornou frequente – mas, de novo, a aferição é feita manualmente por um funcionário, expondo-o a riscos de contaminação e desentendimentos com clientes.

Nas empresas, além de exigir a identificação do funcionário, o controlador também pode exercer o papel de moderação de quantidade de pessoas no mesmo ambiente – solicitando a espera de um profissional antes de adentrar ao refeitório, até que alguém deixe o espaço.

A Control iD possui controladores de acesso com boa parte destas especificações, e que depois ficarão na empresa ou no estabelecimento como um importante investimento em segurança e bem estar de colaboradores e clientes.

Sua linha de controladores têm cinco dispositivos com funções diferentes, além de diversos modelos de catracas e torniquetes, que em comum têm a possibilidade de identificação por biometria, senhas e cartões de proximidade, autonomia, integração a softwares de sistemas de segurança, entre outras especificações. 

Conheça aqui mais produtos da linha, proteja seu estabelecimento do coronavírus e, quando tudo isso passar, mantenha esses equipamentos como importantes instrumentos de controle de acesso em sua empresa.

Comentários

Cadastre-se e receba nossas novidades