Controladores de acesso garante segurança a espaços de coworking

Controladores de acesso garante segurança a espaços de coworking

Considerado um dos pilares da revolução do mundo do trabalho, os espaços compartilhados – também conhecidos como coworking – crescem em velocidade espantosa no Brasil. O último levantamento feito a respeito levantou 1,2 mil estabelecimentos do tipo no país em 2018, mas estima-se que o número tenha aumentado nos últimos dois anos, seguindo os passos do que acontece nos países desenvolvidos. Neste post, falaremos sobre como os controladores de acesso se tornaram um item obrigatório na garantia de maior segurança aos espaços de coworking.

Estes estabelecimentos, apesar da característica “descolada”, acabam se tornando muito vulneráveis em função do perfil de atividade econômica desempenhada ali. Normalmente, os usuários de espaços de coworking portam dispositivos eletrônicos – computadores pessoais, celulares, tablets, entre outros. Já os imóveis dispõem de bastante infraestrutura tecnológica, o que igualmente aumenta o valor de patrimônio instalado ali. Em termos de volume de negócio, são quase R$ 130 milhões movimentados anualmente.

Como vimos, a segurança desses espaços não pode ficar em segundo plano, razão pela qual os controladores de acesso são um investimento necessário. Aqui, elencamos cinco entre as principais razões.

Esqueça a chave

Chaves convencionais não são nada seguras. Quando você franquia uma cópia de uma chave a alguém, não sabe o que essa pessoa fará com ela. A qualquer sinal de suspeita, é preciso requisitar a chave de volta ou, pior, trocar a fechadura. 

Parece que estamos falando de algo do século 20, mas ainda tem muita gente que adota este “sistema” de abertura e fechamento de salas.

Com os controladores de acesso, o usuário recebe um código (pode ser um QR Code), um cartão de acesso ou usa a sua própria biometria.

Quando a parceria termina, basta eliminar este código entre os acessos liberados.

Defina dias e horários

Espaços de coworking só funcionam porque são compartilhados, certo?

Então, que tal colocar isso a seu favor?

Os softwares de controle de acesso permitem incorporar os dados dos usuários a dias e horários específicos, de modo que determinada pessoa só possa frequentar o espaço de manhã, por exemplo. Assim, a sala fica liberada nos demais turnos do dia e você pode trocar isso frequentemente direto no sistema, sem mudar cartões de acesso, códigos e a biometria.

Monitoramento remoto

Você não vai querer (e nem conseguir) ficar no seu espaço de coworking o dia inteiro, certo?

Os softwares dos controladores de acesso permitem o monitoramento remoto de frequência em seu estabelecimento. 

Vale lembrar que 57% dos espaços de coworking ficam em zonas comerciais – ou seja, fora das áreas residenciais. Isso significa que provavelmente os usuários precisam se deslocar alguma distância para cumprir um compromisso no espaço compartilhado e passarão algum tempo por lá.

Por isso, poder acompanhar a frequência a distância deve ser uma premissa de seu espaço compartilhado.

Agregue valor

Usuários de espaços de coworking querem muito mais que internet com boa conexão e uma cafeteria legal. Esses profissionais procuram também por privacidade e segurança, dois itens totalmente conectados com os controladores de acesso.

Como já mencionamos, os espaços de trabalho colaborativo sempre contam com muitos equipamentos – e coisas importantes são definidas ali.

Garantir que apenas os usuários daquele período estejam na sala, com privacidade e controle de quem entra e quem sai, é um elemento a mais a ser apresentado em sua oferta de serviços.

Segurança = economia

Um sinistro ou um crime contra o patrimônio pode lhe render muita dor de cabeça: reparos estruturais, indenizações decorrentes de itens de terceiros furtados, entre outros gastos imprevisíveis. 

Investir em soluções simples como os controladores de acesso implica, em outra frente, em economizar com gastos vultosos da prática reativa.

A Control iD dispõe dos melhores controladores de acesso do mercado, ideais para espaços de coworking. Dotados de sistemas inteligentes, liberam e limitam o acesso por meio de cartões de proximidade, biometria e outros códigos de acesso.

Associados ao sistema iD Secure, os controladores se transformam em agentes digitais de segurança, agregando os dados dos usuários, datas e horários permitidos, monitoramento de presença e ausência, entre outras funcionalidades.

Outra vantagem é a possibilidade de acessar esses dados a partir de qualquer dispositivo remoto conectado à internet, bem como acessar os dados das permissões concedidas.

Com esses sistemas integrados ao seu espaço de coworking, o controle de acesso se torna um dos pontos fortes de seu estabelecimento – já que segurança, há muito tempo, deixou de ser um item adicional.

Comentários

Cadastre-se e receba nossas novidades